12/03/2020

{Resenha} Território Lovecraft

Território Lovecraft é um livro do Matt Ruff, publicado no Brasil pela editora Intrínseca. O livro foi enviado na caixinha 016 do Intrínsecos.


Território Lovecraft se passa nos Estados Unidos na década de 50, onde existia uma intensa segregação racial.

O livro tem 8 contos que se relacionam entre si e todos tem protagonistas negros enfrentando o terror cotidiano do racismo e também envoltos em um suspense com magia e acontecimentos sobrenaturais.



Eu gostei muito da proposta desse livro. A narrativa, apesar de ser um tanto densa, faz com que a gente realmente mergulhe naquela sociedade. A forma como o autor abordou alguns conflitos raciais foram muito reais.

Eu me identifiquei muito com alguns personagens e suas histórias, mas outros não me prenderam muito. Achei que o enredo também deixou um pouco a desejar.

No geral, foi uma leitura proveitosa, com muitas reflexões interessantes sobre racismo, privilégios, etc.

Mas o que mais martelou na minha cabeça durante a leitura foi o fato de que as coisas que aconteciam há 70 anos atrás, em uma sociedade segregada ainda acontecem (com muita frequência) hoje na nossa sociedade. E a pergunta que fica: será que algum dia o racismo será apenas capítulo passado da história da humanidade?

Não sei se vocês sabem, mas Território Lovecraft vai ser adaptado para série de TV e eu acho que vai ficar muito melhor nesse formato. Já estou ansiosa!



Na revistinha do Intrínsecos nós conhecemos um pouco mais sobre o autor e como surgiu a ideia de escrever esse livro (confesso que tudo fez mais sentido quando eu li hahah).


Temos também algumas dicas de filmes, séries e documentários que abordam o racismo de forma similar ao livro.

Vocês já leram esse livro? O que acharam?


*Ao comprar o livro pelos links desse post, você colabora com o Colecionando Primaveras, sem pagar nada a mais por isso.

Acompanhe o Colecionando Primaveras também nas Redes Sociais:



Postado por Colecionando Primaveras

Pernambucana, cristã, leitora compulsiva, viciada em música e colecionadora de primaveras e sonhos.



0 comentários