16/03/2020

O feminismo em A Pequena Sereia e o Reino das Ilusões

A Pequena Sereia e o Reino das Ilusões conta a história de Gaia, uma jovem sereia, filha mais nova do Rei do Mar. Gaia sonha com a liberdade e, quando se apaixona por um humano, larga tudo e foge para a terra, mas ao chegar lá descobre que existem poucas diferenças entre a superfície e o fundo do mar.



O livro tem uma mensagem forte sobre ser mulher em uma sociedade extremamente machista.

No fundo do mar, a autora criou um universo com uma sociedade semelhante a nossa: um homem ditador, que incentiva a rivalidade entre as próprias filhas, uma sociedade onde mulheres fortes e poderosas são vistas como vilãs.

Quando a Gaia foge desse universo, ela acredita que tudo será diferente, mas acaba entrando em um sociedade ainda pior, onde o machismo é discreto, maquiado, mas, infelizmente, fere da mesma forma.

Eu não consigo deixar de pensar na realidade de tudo isso! Quantas meninas não fogem de lares machistas e acabam entrando sem querer em relacionamentos abusivos? Relacionamentos que, aos pouquinhos, sugam tudo delas, a começar pela voz.




Uma das coisas que eu achei mais incrível foi a forma como a autora construiu a personagem e como ela evoluiu ao longo da história e, principalmente, como essa evolução foi dolorosa. Alguns trechos, algumas falas eram tão reais que doíam em mim.

O livro também tem uma mensagem muito legal sobre sororidade. E isso é o que eu acho mais incrível no feminismo: mulheres livres apoiam umas as outras, mulheres livres não se sentem ameaçadas pela beleza nem pelas conquistas das outras.

⚠️Mas atenção: o livro contém gatilhos (na minha opinião), então se você não estiver psicologicamente bem, é melhor deixar a leitura para um outro momento.

Vocês já leram esse livro? O que acharam?



A Pequena Sereia e o Reino das Ilusões é um livro de Louise O'Neill, publicado no Brasil pela editora Darkside Books


*Ao comprar o livro pelos links desse post, você colabora com o Colecionando Primaveras, sem pagar nada a mais por isso.

Acompanhe o Colecionando Primaveras também nas Redes Sociais:


Postado por Colecionando Primaveras

Pernambucana, cristã, leitora compulsiva, viciada em música e colecionadora de primaveras e sonhos.



0 comentários