10/08/2017

{Resenha} Confesse


Confesse é um livro da Colleen Hoover, publicado no Brasil pela Galera Record.

Aos 15 anos, Auburn viveu uma curta, porém muito intensa história de amor, que terminou de forma trágica.

Anos depois, ela se muda para Dallas (por um motivo desconhecido) e precisa de mais dinheiro do que ganha no seu atual emprego (por um motivo também desconhecido haha').

Por causa disso, ela acaba encontrando um estúdio de artes que está contratando. Mas esse não é um estúdio de artes comum, as paredes estão cheias de confissões anônimas e o dono, Owen Gentry, pinta sobre isso.

Logo que se conhecem, Auburn e Owen se sentem atraídos um pelo outro, mas os dois tem um passado e o de Auburn não permite que ela cometa nem o erro.

E talvez, se apaixonar por Owen, mesmo sendo a melhor coisa que aconteceu na sua vida em muito tempo, seja também o seu maior erro.

Que livro, meus queridos! Que livro! Com certeza, foi um dos mais lindos da Colleen Hoover que eu li.

A narrativa é em primeira pessoa e se alterna entre o Owen e a Auburn. A primeira parte do livro é toda em tom de mistérios. Não sabemos os motivos que Auburn teve para se mudar, nem os segredos do passado de Owen. E, eu confesso que, embora esse motivo da Auburn tenha passado pela minha cabeça, eu fiquei muito surpresa quando ele foi revelado.

O livro trata de temas muito importantes e com a maestria que só a CoHo sabe fazer. Não quero falar quais são esses temas aqui para não dar spoilers. Mas a narrativa é tão real, que eu ficava o tempo todo querendo entrar na história pra dar uns bons tapas em certas pessoas (tem uma delas que merece MUITO mais que tapas).

A Auburn, mesmo sendo bem jovem, é uma protagonista muito forte, capaz de fazer tudo pelas pessoas que ama, eu me encantei demais com ela. Também gostei muito do Owen. 

A história toda me emocionou muito. Os personagens e o enredo é tão real, que é impossível não se emocionar. E as confissões? Cada uma que eu lia era um pedacinho do meu coração que se partia.

E o final me surpreendeu, foi muito louco, mas eu amei haha'

As últimas páginas do livro também tem algumas ilustrações, que são quadros do pintor Danny O'Connor, que representam as obras do Owen que o livro cita.

Nota: 

Acompanhe também nas Redes Sociais:

Postado por Ellem Barboza

Pernambucana, cristã, leitora compulsiva, viciada em música e colecionadora de primaveras e sonhos.



0 comentários